Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


Acessos -
Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/jornalpr/public_html/Connections/dbgeral_gersite.php on line 5
161934


Clique aqui para acessar


FACEBOOK

*JORGE DA SILVA SILVA
http://www.facebook.com/PrJorgeSilva

*MÁRIKA SOARES COSTA
http://www.facebook.com/MARIKASOARESCOSTA


Clique aqui e confira as fotos



CLIQUE AQUI E CONFIRA AS FOTOS



CLIQUE AQUI E CONFIRA AS FOTOS


Clique aqui e confira as fotos


Clique aqui e confira as fotos


Clique aqui e confira as fotos


Clique aqui e confira as fotos


Clique aqui e confira as fotos

Clique aqui e confira as fotos


Clique aqui e confira as fotos


 

Boa Tarde! Hoje é: 23/10/2018
Artigos

Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/jornalpr/public_html/Connections/dbgeral_gersite.php on line 5
O TIPO DE OBREIRO DESEJADO-2ª Parte
Que tipo de homem o Mestre quer usar? Certamente é aquele que é um trabalhador.
  
Agora, observe o que os trabalhadores trazem consigo: uma foice. Sua comunicação com a espiga de milho é curta e grossa. Ele a corta; corta e a espiga cai no chão. O homem que Deus diz ser um trabalhador da seara não pode usar de palavras suaves e delicadas, persuadir com doutrinas que falam de dignidade humana, da excelência da auto-ajuda, e nem esforçar-se para corrigir a condição de apostasia e coisas semelhantes. Deus pode amaldiçoar tal hipócrita, com a maldição deste século. O pregador honesto chama o pecado de pecado e fala francamente: “Você está se arruinando; enquanto rejeitar a Cristo viverá nas bordas do inferno e brevemente estará perdido para toda a eternidade. Não há discussão, você tem de escapar da ira divina. Isso se resolve pela fé em Jesus ou será tirado eternamente da presença de Deus e de toda presença de alegria”.
            O sermão do pregador deve ser direto. Ele não tem de cegar a navalha da segadeira temendo machucar alguém. O evangelho pretende ferir a consciência e ir direto ao coração a fim de separar a alma do pecado e do ego, da mesma maneira que o milho é separado do solo. Nosso objetivo é cortar imediatamente o pecado, pois toda a beleza da carne deve ser derrotada; toda a sua glória e excelência deve ser limpa. E o homem deve ser como um homem morto, pois em breve será salvo. Os ministros que não têm o objetivo de cortar profundamente o pecado não são sal da terra. Deus nunca enviaria homens que não têm como objetivo incomodar a consciência humana. Tal homem seria um estúpido tentando esmagar o milho com os pés, mas um ceifeiro certamente não agiria desta maneira. Desejamos ministros fiéis; orem a fim de que Deus os envie.
            Entretanto, um trabalhador apenas deu início à obra ao cortar o milho: muito mais é requerido. Quando ele o corta, coloca-o em seus braços, amarra um a um formando um grande feixe a fim de que permaneçam juntos. O ceifeiro que Deus envia ao campo deve ser um trabalhador que une; deve ser alguém que une as pessoas ao redor de Deus, que conforta os que sofrem e recolhe da terra os que foram cortados pela foice afiada da convicção. Ele deve unir os santos e edificá-los na fé.
Lembre-se também que a tarefa dos trabalhadores nunca termina na época da colheita, até que ele veja o milho recolhido – até que seja amontoado ou colocado em um celeiro. Sua labuta nunca cessa, e se Deus verdadeiramente ungiu o ministro cristão, ele sempre se preocupará com as almas que ainda têm de ganhar. Ele age como o Sr. Grande Coração, age como Cristiana, Maria das Graças e as crianças; ele irá com elas da cidade da destruição até o Rio Jordão e, se pudesse atravessaria com elas o rio. Seu objetivo é marchar em frente com seu escudo, e, ao encontrar dragões e gigantes também usará sua espada para proteger os pequeninos. É carinhoso tal qual um pastor que cuida das ovelhas e uma enfermeira de um bebê; pois ele anseia apresentá-las ao seu Mestre e dizer-lhe: “Aqui estou eu e os filhos que tu me deste”.
            “Temos de orar ao Senhor, pois ele é o Senhor da obra”. Apenas Deus pode nos enviar o homem certo. Ele tem a pessoa certa para enviar a quem ele deseja, pois é a sua própria seara, e um homem pode empregar quem ele quer no seu campo. Seria trabalho em vão apelar para outra pessoa. Não adiante apelar para os bispos encontrarem trabalhadores. Apenas Deus tem a capacidade de fazer ministros e os tornar verdadeiros trabalhadores, e assim, enfim o pedido pode ser feito a ele: “Peça ao Senhor da seara”. Há três pedidos na oração do Pai Nosso: “Pai Nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome. Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu”. Isso não significa: “Senhor, envie adiante homens que talvez possam ensinar este mundo a santificar seu nome, que o poder do Espírito talvez um meio do seu reino vir aqui e assim a sua vontade será feita na terra como nos céus”. Deveríamos continuamente orar ao grande Senhor da seara por um suprimento de trabalhadores sérios e determinados.
            Você percebeu a expressão “envie adiante trabalhadores”? No grego a expressão é mais forte, significa expelir; é a mesma palavra usada para a expulsão de um demônio de um homem possesso. Ela tem grande poder para expulsar um demônio; iguala-se ao poder de Deus dirigido a um ministro a fim de que ele execute a sua obra. Sempre digo aos jovens que me procuram a fim de que eu lhes dê conselhos a respeito do ministério: “Não seja um ministro se consegue exercer o ministério por si só, pois se o homem pode, Deus nunca poderá agir”. Entretanto, se ele não se sentir capaz, seu desejo é pregar ou morrer, então este é o homem. Talvez o Senhor o pressione, o aperte e o constranja a pregar o evangelho, pois se não houver uma compulsão divina não haverá compulsão espiritual no seu ministério e nem no coração dos que o ouvem. “Ore ao Senhor da Seara, que envie trabalhadores”.
Retornar 
Copyright @ 2008 - Todos os direitos reservados.