Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


Acessos -
Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/jornalpr/public_html/Connections/dbgeral_gersite.php on line 5
161934


Clique aqui para acessar


FACEBOOK

*JORGE DA SILVA SILVA
http://www.facebook.com/PrJorgeSilva

*MÁRIKA SOARES COSTA
http://www.facebook.com/MARIKASOARESCOSTA


Clique aqui e confira as fotos



CLIQUE AQUI E CONFIRA AS FOTOS



CLIQUE AQUI E CONFIRA AS FOTOS


Clique aqui e confira as fotos


Clique aqui e confira as fotos


Clique aqui e confira as fotos


Clique aqui e confira as fotos


Clique aqui e confira as fotos

Clique aqui e confira as fotos


Clique aqui e confira as fotos


 

Boa Noite ! Hoje é: 23/10/2018
Artigos

Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/jornalpr/public_html/Connections/dbgeral_gersite.php on line 5
A LEI DAS PALMADAS
Há uma grande divergência na sociedade referente à correção dos pais aos filhos. O assunto polêmico em questão terminou sendo aprovado na Comissão da Câmara sob uma surpreendente unanimidade. A “lei da palmada” especifica que crianças e adolescentes devem ser protegidos do castigo físico, “em que há o uso da força e resulte em sofrimento e lesão” sendo, portanto proibido qualquer forma de correção no que tange ao aspecto físico.
            Para o pai que der uma palmada no filho, a lei sugere medidas sócio-educativas, aplicadas de acordo com a gravidade do caso. Havendo freqüência no descumprimento das medidas tomadas, pode existir o afastamento do agressor da moradia em comum. Apenas casos de maus-tratos, e não palmadas, poderão render em prisão e perda do poder familiar.
            Apesar de ter havido consenso sobre a lei na votação, há críticas ao que é considerado intromissão do Estado na família, ferindo o direito dos pais de corrigir seus filhos.
            Quando uma criança é corrigida verbalmente ou recebe um castigo que a deixa limitada de alguma diversão ou outra situação qualquer e esta ignora essa correção, surge a palmada como última alternativa, considerando que os pais devem ter consciência dos exageros.
            A sociedade está à beira de um precipício de dores sem fim, pois, a violência, gerada por falta de amor ao próximo cresce assustadoramente e as autoridades não acham soluções cabíveis e perdem o controle da situação. Devido à violência desenfreada recorrente em nossa sociedade, surgem leis como esta em pauta, apresentando certas medidas como solução, ficando esquecido que a maior solução não está na lei dos homens e sim na Lei de Deus, a Bíblia Sagrada, infalível Palavra de Deus, que diz: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele” (Pv. 22:6). “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; bom entendimento tem todos os que lhe obedecem; o seu louvor permanece para sempre” (Sl. 111:10). A base de ensino e progresso da humanidade está em temer a Deus, essa atitude sinaliza inteligência ao ser humano.
            Deus fala aos pais através da Bíblia Sagrada. O livro de Provérbios traz muitas orientações sobre como ensinar aos filhos. Salomão quando escreveu sobre correção de filhos, não foi influenciado por costumes de sua família ou pela cultura ao seu redor, nem mesmo com base em sua experiência de vida, pois tanto ele como seus irmãos não sabiam o que era receber disciplina dos pais. A escrita foi inspiração direta de Deus. “Aquele que poupa a vara odeia seu filho, mas aquele que o ama tem o cuidado de discipliná-lo”. (Pv. 13:24 NIV); “Os castigos curam a maldade da gente e melhoram o nosso caráter.” (Pv. 20:30 NTLH); “A estultícia está ligada ao coração do menino, mas a vara da correção a afugentará dele.” (Pv. 22:15 RC); “Não retires a disciplina da criança, porque, fustigando-a com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do inferno”. (Pv. 23:13-14 RC)
            Os homens ditam leis para diminuir a violência social que podem acabar com a autoridade da família impondo restrições ao uso de castigo físico, ou mais especificamente das palmadas. Com certeza não se pode concordar com maus tratos, mas uma correção consciente e moderada a fim de impor limitações à criança parece viável.
                                                                   
                Sobre o autor: O pastor Jorge Silva é casado com a missª Márika Costa, pai de sete filhos, sendo que dois deles são pastores, Rubens Silva e Ricardo Silva;   autor de várias obras; pastor auxiliar da Assembleia de Deus - Sede - Campo Campinas - Goiânia/Go e membro da CONEMAD/GO; desde 1989 o pastor Jorge Silva é conferencista, já esteve em vários países da América Latina, Japão, Europa, Continente Africano e em 23 estados do Brasil. Um homem escolhido por Deus para abençoar vidas, é apontado como um homem de fé, que crê no Deus que realiza o impossível. A Deus seja dada toda honra e toda glória!
Retornar 
Copyright @ 2008 - Todos os direitos reservados.